AVC: tempo é fundamental

Reconhecer rapidamente os sintomas e encaminhar o paciente a um serviço especializado é importante para o tratamento da doença

A aposentada Amara Maria da Conceição, 70 anos, fazia as tarefas de casa quando se sentiu mal. O ocorrido, na verdade, antecipou o que os médicos diagnosticaram após seu atendimento na Emergência do Real Hospital Português: Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Fui limpar em cima da geladeira e quando percebi, estava caída no chão. Na hora foi um susto, mas minha família agiu rápido, chamou o SAMU, que me levou ao hospital. Lá, os médicos explicaram que eu tinha tido um AVC e foram cuidando de mim , relata.

A rapidez em chamar socorro foi fundamental para garantir a assistência necessária para Amara, como conta o neurorradiologista intervencionista, Carlos Abath.

O AVC se divide em isquêmico, quando falta oxigênio por falta de sangue no cérebro, com a obstrução de um vaso; e hemorrágico, que é um sangramento por uma ruptura de um vaso cerebral. Numa suspeitade AVC, seja por um acidente ou diante de algum quadro perceptível pela família e amigos, o paciente deve ser encaminhado sem perda de tempo à urgência de uma estrutura hospitalar completa como o Hospital Português. Essa rapidez é fundamental para o diagnóstico e para o tratamento , explica .

Os sintomas do AVC podem incluir alterações de linguagem, dificuldade para andar, dormência da face, dos braços ou das pernas.

A neurologista e neurocirurgiã Feliciana Castelo Branco explica o protocolo de atendimento do Real Hospital Português para pacientes com AVC.

A equipe é treinada para reconhecer queaquele paciente tem um AVC e rapidamente ncaminhá-lo para um médico neurologista de plantão. Esse profissional dá início ao protocolo e a partir daquele momento o paciente passa a ser prioridade na realização de exames que vão confirmar a ocorrência do AVC econsequentemente iniciar o tratamento , informa.

A prevenção – evitando o tabagismo, álcool e praticando exercícios físicos – e os exames de rotina são aliados importantes para prevenir o AVC e auxiliar na diminuição das sequelas e no tratamento.

O Acidente Vascular Cerebral é uma doença de mortalidade e de morbidade altas e uma das principais causas de morte e de limitações para o restante da vida. Felizmente, hoje existem tratamentos efetivos que podem melhorar essa condição, principalmente quando diagnosticado com agilidade, como ocorreu com Dona Amara , finaliza a médica.

Expediente

26 de Abril de 2019

Vídeo

Walter Klecius
Edição e finalização
Carla Wings
Edição e finalização
Mauro Galvão
Edição e finalização

Imagem

Ashlley Melo
Fotrógrafa
Luiz Pessoa
Fotógrafo
Arnaldo Carvalho
Fotógrafo (drone)

Reportagem

Lorena Aquino
Repórter
André Amorim
Repórter

Design

Eduardo Peixoto
Identidade visual
Moisés Falcão
Front-end
Bruno de Carvalho
Front-end