Top Recall

Na ponta da língua dos consumidores

Mais de 130 anos no mercado, doce sabor inconfundível engarrafado ou em lata, presença em eventos mundiais como Olimpíadas e Copa do Mundo, partilhada em comemorações e momentos de alegria, dona de um mascote polar. Já sabe de quem estamos falando? “Essa Coca-Cola toda” é a marca mais lembrada na categoria TOP Recall do 20° Prêmio JC Recall de Marcas. A homenagem se destina à empresa que está na ponta da língua dos consumidores e tem o maior número de lembranças independente de segmentos de classificação.

“Nossa marca sempre teve muito forte a característica de ser otimista, de falar de felicidade, além de estar presente no universo da música. A Coca-Cola é enorme e tem como principal motivador de comunicação estar na vida dos consumidores nos momentos que façam sentido para eles”, explica o VP de marketing da Coca-Cola Brasil, Javier Rodriguez.

Javier Rodriguez, VP de marketing da Coca-Cola Brasil

Atualmente, o Sistema Coca-Cola Brasil figura como o maior produtor de bebidas não alcoólicas do País. Oferece itens nas categorias de água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos e bebidas esportivas – são mais de 140 produtos de sabores regulares e também com versões zero ou de baixa caloria. No Brasil, todo o sistema gera cerca de 69 mil empregos diretos e outros 600 mil postos de trabalho indiretos. Entre os anos de 2012 e 2016, a empresa quintuplicou seu investimento, chegando ao valor de R$ 14,1 bilhões.
Estes números, aliás, ajudaram a construir excelentes resultados no relacionamento com o público pernambucano. No Nordeste, o Estado aparece como a principal praça da marca. “A relação dos recifenses com a

Coca-Cola sempre foi muito forte. Estamos há mais de uma década entre as marcas mais lembradas pelos pernambucanos. A forte concorrência do nosso mercado nos deixa ainda mais orgulhosos do prêmio e, principalmente, nos faz manter ainda mais o foco no trabalho, além da paixão pelo que fazemos diariamente”, defende o vice-presidente de Refrigerante e M&A da Solar Coca-Cola, Leonardo Correa.
Para se aproximar cada vez mais de seu público, a Coca-Cola aposta em meios de comunicação tradicionais, a exemplo da televisão, mas também realiza uma migração massiva para plataformas digitais. “Talvez seja a principal transformação que vem acontecendo nos últimos anos. São dois extremos: de um lado o crescimento do digital, muito restrito ao universo tecnológico, mas por outro lado também ganha bastante importância o contexto de eventos, da presença física”, assegura Rodriguez.

MENOS AÇÚCAR, MESMO SABOR

A preocupação da sociedade moderna com uma vida cada vez mais regrada e saudável poderia fazer com que os números de aceitação da Coca-Cola caíssem cada vez mais devido ao teor de açúcar contido nos produtos. Poderia, mas não fez. Desde o início do ano de 2017, a empresa decidiu ouvir o mercado consumidor e oferecer três diferentes versões de sua principal bebida para aumentar o poder de escolha das pessoas. A marca, então, passou a oferecer três versões da Coca – original, zero e Stevia com 50% menos açúcares. A longo prazo, o objetivo é aumentar a oferta dessas versões nos pontos de venda em todo o País.

Em agosto, a empresa lançou, ainda, um desafio buscando reduzir ainda mais o nível de açúcar no refrigerante: A Coca-Cola pagará US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,2 milhões) para quem solucionar seu problema com o açúcar. De acordo com comunicado oficial no site da empresa, o concurso é um apelo para pesquisadores e cientistas de todo o mundo encontrarem um composto de origem natural seguro, pouco calórico e capaz de adoçar bebidas e alimentos. “Temos o compromisso de ouvir o consumidor e sempre inovar, para oferecer produtos que atendam às demandas das pessoas e se encaixem em seus diferentes estilos de vida”, pontua Correa.

Expediente

29 de Novembro de 2017

Diretor Comercial

Vladimir Melo

Produção de Conteúdo

JC360

Edição

Fernando Carvalho

Textos

Mia Comunicação

Front-end

Bruno de Carvalho

Projeto Gráfico

Karla Tenório
George Oliveira

Imagens

Divulgação

Tratamento de imagens

Alexandre Lopes