Gravatá

Gravatá, no Agreste de Pernambuco, encanta os turistas com seu clima ameno e suas paisagens naturais. Ao longo do ano, o município, que fica a 80 km do Recife, serve de refúgio para quem quer descanso e tranquilidade – segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016, menos de 30 mil veículos circulavam pelas ruas da cidade. Já no período junino, o tamanho do município é inversamente proporcional aos eventos que realiza.

O São João de Gravatá já recebeu atrações conhecidas nacionalmente como Zezé di Camargo e Luciano, Michel Teló, Leonardo, Bruno e Marrone, Edson e Hudson, além da banda Calypso. Tudo acontece no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar, na Avenida Joaquim Didier, no centro da cidade, que passou a sediar o evento em 1989.

De acordo com a prefeitura, a festa busca resgatar a identidade cultural do São João. As ruas são decoradas com bandeirinhas coloridas e muitas famílias comemoram na porta de casa. Atualmente, além dos grandes shows, quadrilhas juninas também fazem parte da festa em Gravatá. Uma vila cenográfica e palhoções também fazem parte das atrações. Se Caruaru briga para ser reconhecida como a responsável pelo maior São João do país, os organizadores da festa em Gravatá reivindicam o título do “São João mais charmoso de Pernambuco”.

São João Comunitário

Em 1996, um grupo de amigos decidiu organizar uma tradicional festa de São João em Gravatá. Nascia, então, o “São João Comunitário”, que, anualmente, leva quadrilha junina, comidas típicas e fogueiras para vários bairros da cidade. A programação é organizada pela prefeitura e por comerciantes da região.

Durante a realização do evento, apresentações de coco de roda, mamulengo e maracatu ganham destaque. Um casamento matuto faz a alegria das pessoas de todas as idades e um trio pé de serra coloca os casais para dançar. Para quem gosta mesmo de dançar, ainda tem a Maratona do Forró que é disputada pelos finalistas no final da programação junina de Gravatá.